Home O SIMESP Serviços Financeiro Comunicação Notícias e Eventos Contato Links
Simesp
Área do Médico

Associe-se Atualize seus dados Faqs Certidão de Quitação
Comunicação
 


   Editoria: De: Até:    

24/04/2019
Comissão visitará novas bases do Samu para investigar prejuízo à assistência

Entidades sindicais e prefeitura se reuniram sob mediação do Ministério Público e optaram por formar comissão paritária de investigação

SIMESP
A promotoria de Saúde Pública do Ministério Público Estadual (MPE) promoveu nessa terça-feira, dia 22 de abril, uma audiência junto ao Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp), Sindicato dos Servidores Municipais de São Paulo (Sindsep), Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para debater a reorganização do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Na tentativa de negociar o fim do desmonte do serviço sob mediação do MPE, ficou acordado que entidades e secretaria indicariam representantes para uma comissão paritária de investigação do desmonte. A comissão deverá visitar três novas bases do Samu por dia, terminando os trabalhos em até 20 dias corridos.

O grupo ficará responsável por visitar todos as unidades de saúde para onde foram transferidas as bases modulares do Samu que foram fechadas no processo de “descentralização” e produzir um relatório final sobre as infrações aos direitos trabalhistas e o prejuízo a assistência provocado pela reorganização. Durante a reunião, o diretor do Simesp, Gerson Salvador, ressaltou que, embora pudesse ser melhorado, o antigo padrão de atendimento pré-hospitalar foi desenvolvido de acordo com um modelo matemático inovador, capaz de reduzir o tempo-resposta dos chamados.

“Há um grande déficit no quadro de funcionários com a falta de reposição por concurso, o que já dava lugar às falhas na entrega da assistência. Agora, o que vemos é a piora nas condições de trabalho, equipes sendo realocadas em locais de difícil acesso e saída. Tudo sendo feito sem qualquer estudo de impacto prévio”, pontuou Salvador. O médico reiterou a problemática das ambulâncias que estão trabalhando por espelhamento, deixando assim de estar disponíveis 24 horas por dia.

Os funcionários do Samu, que não integram as equipes de suporte avançado de vida (SAV), estão em estado de greve pelo fim do desmonte e aprovarão em assembleia no Sindsep a suspensão dos atendimentos até o fim do trabalho de investigação.



Siga-nos

Fan page: https://www.facebook.com/simespmedicos

Youtube: https://www.youtube.com/simespmedicos



Voltar



O SIMESP Serviços Financeiro Comunicação Notícias e Eventos Contato  Links
- Diretoria
- Regionais
- Estatuto
- Processo Eleitoral
- Perguntas frequentes (FAQ)
- Associe-se
- Atualize seus dados
- Assessoria Jurídica
- Processos online
- Campanhas Salariais
- Convenções Coletivas
- Cálculo de I.R.
- Homologação
- Banco de Empregos Médicos
- Banco de Imóveis da Saúde
- Mural de Devedores
- Simesp+
- Tipos de Contribuição
- Calendário de Cobrança
- Certidão de Quitação
- TV Simesp
- Revista DR!
- Jornal do Simesp
- Simesp Esclarece
- Movimento Médico
- Simesp na Midia
- Cultura e Arte

Sede: Rua Maria Paula, 78 - 1º ao 4º Andar | São Paulo - SP | Cep: 01319-000 | Fone: (11) 3292-9147 - | Fax: (11) 3107-0819